Quem Somos

Menu

CJC

A alimentação constitui a força mais tenaz que liga os humanos ao meio natural que lhe fornece os meios de subsistência

A Cátedra Josué de Castro de Sistemas Alimentares Saudáveis e Sustentáveis é um espaço interdisciplinar de reflexão e produção de conhecimento sobre sistemas alimentares que integra suas dimensões econômica, social, cultural, jurídica, ambiental, política e de saúde e seu arcabouço legal, institucional e de governança. Criada em 2021 e sediada na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, a Cátedra busca ampliar o olhar sobre sistemas alimentares a partir das perspectivas do cidadão, da saúde e do meio ambiente e deseja construir sistemas alimentares e sustentáveis no Brasil por meio de quatro eixos de trabalho principais: disseminação, formação, pesquisa e incidência.

Trata-se de um espaço aberto e participativo que reúne e permite o encontro de diversos atores e saberes, fomentando a construção de uma agenda comum e incentivando ações que transformem o sistema alimentar brasileiro. Nesse sentido, a Cátedra se aproxima do conceito de think and do tank ou de “fábrica de ideias” voltada para a construção de soluções concretas. Por meio de atividades como cursos, colóquios e seminários, a Cátedra Josué de Castro incentiva a formação, a pesquisa e a troca entre professores, pesquisadores, gestores públicos, representantes de movimentos sociais e da sociedade civil organizada e outros atores interessados.

A Cátedra também pretende ir além do debate e incidir em políticas públicas, inspirar e promover ações concretas, portanto, a disseminação dos resultados dos debates e reflexões também faz parte de suas atividades. Evidências científicas e investigações aprofundadas sobre sistemas alimentares são utilizadas para qualificar o debate público e incidir na agenda pública junto aos parceiros e atores com quem colabora.

A partir de uma abordagem sistêmica e coletiva, a Cátedra deseja contribuir na construção da transição para sistemas alimentares mais sustentáveis e saudáveis no Brasil.

Quem foi Josué de Castro

Reconhecido pela valiosa contribuição no combate à fome, Josué de Castro também foi pioneiro no pensamento social brasileiro ao tratar da questão alimentar de forma integrada e multidimensional, articulando-a com aspectos sociais, culturais, territoriais e da saúde coletiva.

Médico, nutrólogo, professor, geógrafo, cientista social, político, escritor e ativista. Sua extensa obra inclui: Geografia da fome, Geopolítica da fome, Sete palmos de terra e um caixão e Homens e caranguejos. Foi presidente do Conselho Executivo da FAO e embaixador brasileiro na ONU. Recebeu o Prêmio Internacional da Paz, pelo Conselho Mundial da Paz. Indicado ao Nobel da Paz nos anos de 1953, 1963, 1964 e 1965. 

Coordenação Acadêmica

Patrícia Constante Jaime é professora titular do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP) e Coordenadora científica do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde (Nupens-USP). É mestre e doutora em saúde pública pela USP, com pós-doutorado no Nupens-USP e na London School of Hygiene and Tropical Medicine. Atua nos seguintes temas: programas e políticas de alimentação e nutrição, ambiente alimentar, promoção da alimentação saudável e nutrição na atenção primária em saúde.

Vice-coordenação Acadêmica

Carlos Augusto Monteiro é professor sênior do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP) e vice-coordenador científico do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde (Nupens-USP). É graduado em medicina, com residência e mestrado em medicina preventiva, doutorado em saúde pública e pós-doutorado no Instituto de Nutrição Humana da Columbia University, nos EUA. Desde 2018, está entre o 1% de cientistas da grande área das ciências sociais cujos artigos científicos alcançaram maior repercussão na literatura científica (highly cited researchers da Web of Sciences e Clarivate Analytics).

Professor Titular

Ricardo Abramovay é professor sênior do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo. Fez sua carreira acadêmica no Departamento de Economia da FEA, onde se tornou professor titular em 2001. É autor de Infraestrutura para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia(Ed. Elefante, 2020) e Amazônia. Por uma Economia do Conhecimento da Natureza (Ed. Elefante, 2020). Paradigmas do Capitalismo Agrário em Questão (Edusp), Muito Além da Economia Verde (Planeta Sustentável) e Lixo Zero: Gestão de Resíduos Sólidos para uma Sociedade mais Próspera. É coautor líder do capítulo sobre bioeconomia do Painel Científico sobre Amazônia.

Pesquisadora Assistente

Nadine Marques é nutricionista, doutora em Saúde Pública, com enfoque na ciência da Nutrição e sua incorporação da sustentabilidade, pelo Programa de Saúde Pública da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP). Atua também como mentora do Sustentarea, núcleo de extensão da USP que trabalha os diálogos em alimentação sustentável.

Pesquisadora

Ana Paula Bortoletto Martins é professora doutora do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP). É pesquisadora científica do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde (Nupens-USP ) e orientadora plena no programa de nutrição em saúde pública da FSP-USP.

Pesquisadora

Fernanda Marrocos é doutora em Saúde Global e Sustentabilidade pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP). Possui graduação em Nutrição (2009) e mestrado em Ciências da Saúde (2012) pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Também atua como pesquisadora do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição (Nupens-USP).

Pesquisadora

Estela Catunda Sanseverino é gestora ambiental pela Universidade de São Paulo (EACH-USP) e mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência Ambiental da Universidade de São Paulo (PROCAM-USP).

Coordenadora de Comunicação

Gabrielle de Paula é jornalista e mestra em Comunicação e Informação no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGCOM/UFRGS). Tem experiência como assessora de comunicação e produtora de conteúdo em sindicatos e movimentos sociais nas áreas da saúde, meio ambiente, direitos humanos e cultura; como repórter e com produção de documentários.

Assistente de Projetos

Otávio D'Andréa é administrador público e mestre em Gestão na linha de Sustentabilidade pelo Mestrado Profissional em Gestão para a Competitividade (MPGC) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EAESP).

Apoio:

Sede: